top of page

Câncer: 4 sinais que o corpo dá em caso de tumor no cérebro



Apesar de mais raro do que outros tipos de tumor, a ocorrência de um câncer de cérebro costuma ser mais letal devido ao diagnóstico tardio. Geralmente, o paciente não desconfia dos sintomas iniciais e procura o médico quando a doença já progrediu.


De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a estimativa anual é de 11.090 casos de câncer no cérebro entre a população brasileira. A doença afeta na mesma proporção homens e mulheres.


“Tumores benignos e malignos causam sintomas semelhantes. Os malignos, entretanto, têm maior chance de se desenvolverem rapidamente, provocando maior frequência de dores de cabeça, convulsões e alterações neurológicas”, afirma Marcelo Valadares, neurocirurgião e professor de Neurocirurgia da Universidade de Campinas (Unicamp).

O médico alerta que nem sempre os tumores são malignos, mas a investigação deve ser feita para afastar a possibilidade de câncer. Nestes casos, o neurocirurgião realiza os procedimentos cirúrgicos necessários para a realização de uma biópsia e faz a recomendação de tratamento após os resultados obtidos.


Saiba como identificar os principais sinais que o corpo dá quando há um tumor no cérebro:


1. Dores de cabeça frequentes


Pessoas que não costumam ter dores de cabeça podem começar a apresentar o problema de maneira frequente. Quem já apresenta histórico deste tipo de queixa percebe mudanças na dor, piora na intensidade e aumento nas ocorrências.


2. Alterações nos 5 sentidos


Alterações nos cinco sentidos – tato, olfato, paladar, visão e audição – também podem indicar problemas neurológicos. Mudanças na fala ou na capacidade intelectual, como compreensão, raciocínio, escrita, cálculo e reconhecimento de pessoas são sintomas que precisam ser investigados.


“Alterações no cérebro podem afetar até mesmo o comportamento, causando apatia, agitação ou agressividade em relação ao padrão normal da pessoa. É muito importante que sintomas neurológicos não sejam negligenciados”, destaca Patrícia Schorn, médica oncologista clínica e coordenadora de Oncologia e Hematologia do Hospital Santa Lúcia.

No caso da visão, os principais alertas são referentes à perda visual, manchas ou visão embaçada. Esses sinais podem ser causados por tumores no cérebro ou em outras partes do sistema nervoso.


3. Crises epilépticas ou convulsões


Quando esses sinais são apresentados, especialmente quando a crise acontece pela primeira vez ou o paciente não tem diagnóstico de epilepsia, é provável que a ocorrência tenha relação com um tumor neurológico. No caso das convulsões, elas podem vir acompanhadas primeiramente de dormência ou formigamentos.


4. Perda de equilíbrio


A perda de equilíbrio, assim como tonturas e outras mudanças na coordenação motora, pode indicar a presença de tumores. A impossibilidade de se equilibrar em uma só perna, por exemplo, deve gerar preocupação a pessoas que naturalmente não têm dificuldade em executar tal posição.


Causas


As causas de tumores no cérebro ainda não estão definidas. Por enquanto, a doença é considerada multifatorial, ou seja, causada por um somatório de várias alterações genéticas.

Algumas dessas alterações são adquiridas durante a vida, por predisposição ou por exposição.


Outras são hereditárias e estão presentes em algumas síndromes familiares associadas a problemas no sistema nervoso central.


Fonte: Metrópoles


8 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page