Botox: especialistas esclarecem as principais dúvidas sobre o procedimento


 
 

O procedimento de aplicação da toxina botulínica, mais conhecido como Botox, tem sido tendência de beleza no Brasil — que fica apenas atrás dos Estados Unidos em número de aplicações, segundo o portal “Biomedicina Estética”. Mas por que esse procedimento é tão procurado?


A aplicação trabalha para ajudar a diminuir a aparência de rugas e linhas de expressão — além de tratar pés de galinha e hiperidrose (suor excessivo) — paralisando os músculos por baixo delas. Basicamente, quando os músculos param de se mover, as rugas param de se formar.


Se você tem curiosidade ou interesse em investir na toxina botulínica, saiba que com uma pesquisa adequada e um profissional com boas referências, você pode garantir um procedimento seguro e eficaz. A seguir, as principais perguntas sobre o Botox com informações da “Allure”.


Botox previne rugas?


Sim! Você já pode ter ouvido falar no “Botox preventivo” — pessoas que realizam a aplicação antes mesmo de terem linhas finas, a fim de impedir seu desenvolvimento em primeiro lugar. Com a paralisação dos músculos, as rugas também são temporariamente impedidas de surgirem.

O Botox deixará meu rosto dormente e “congelado”?


“O Botox não foi projetado para remover expressões faciais”, afirma o dermatologista Harold Lancer. “Ele foi projetado para suavizar as linhas causadas pelo excesso de expressões faciais como cerrar os olhos, franzir a testa e sorrir”. Portanto, apesar de paralisar seus músculos, a aplicação não afeta os nervos ou faz você se sentir dormente.


No entanto, a cirurgiã oftalmológica Jean Carruthers alerta para a aplicação excessiva da toxina na área que descreve como “zona de perigo” — as linhas horizontais da testa. “Você pode ficar parecendo o Spock, de ‘Star Trek’”, brinca ela. Por isso, é importante consultar-se com um profissional experiente, que avaliará o tamanho de seus músculos e quanto Botox você precisa.


A aplicação dói?


Como todas as injeções, o Botox pode ser levemente doloroso, principalmente entre as sobrancelhas. Alguns especialistas, no entanto, realizam a aplicação de anestesia tópica (em creme ou pomada) ou gelo para adormecer a área antes do procedimento.


Há efeitos colaterais?


De acordo com o cirurgião plástico Adam Kolker, os efeitos colaterais do Botox são raros e temporários. Os efeitos colaterais potenciais (que ocorrem entre 1% e 5% dos casos) incluem leve queda da pálpebra ou sobrancelha — que geralmente desaparece dentro de duas semanas —, hematomas pequenos na área da injeção e dores de cabeça.


Quanto custa o Botox?


O preço pode variar entre profissionais — que podem cobrar por unidade de Botox utilizada ou por área de aplicação. Segundo a “Expodonto”, no entanto, o investimento pode custar entre R$700 e R$1.200.


Qual é a idade ideal para começar?


Essa também é uma questão variável e pessoal. “É muito mais sobre anatomia (como resultado de fatores genéticos e ambientais) do que sobre uma idade estereotipada para começar”, declara Adam.


Ou seja: uma paciente pode investir no Botox em qualquer momento de sua vida adulta, seja para prevenir ou para tratar. Além disso, não há problemas com o uso a longo prazo: “Tive pacientes que usaram repetidamente por mais de 20 anos sem efeitos colaterais”, relata o cirurgião plástico e autor do “The Botox Book” Michael Kane.


Por quanto tempo o Botox dura?


A resposta é variável para cada paciente, mas os resultados podem durar, em média, cerca de três a seis meses.


Onde posso encontrar um profissional confiável?


Você pode consultar seu(ua) dermatologista de confiança e pedir indicações, caso ele(a) não realize a aplicação da toxina.


O que posso esperar do “pós-Botox”?


Os resultados geralmente começam a aparecer entre quatro e cinco dias após o tratamento, e há pouco ou nenhum desconforto. Após os primeiros dias, os resultados continuarão a se desenvolver gradualmente ao longo de duas semanas. “Digo a qualquer um que esteja se preparando para um grande evento para fazer a aplicação com duas semanas de antecedência”, ressalta Michael.


Pacientes que tomam medicamentos que contêm aspirina ou anti-inflamatórios não esteroides podem desenvolver hematomas azuis pontuais, que podem ser cobertos imediatamente com maquiagem. Os exercícios pesados devem ser evitados por 24 horas.


Fonte: IstoÉ

3 visualizações0 comentário