Biden nomeia mulher trans para cargo de alto nível na Saúde



O presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou nesta terça-feira (19) a nomeação para ocupar o cargo da subsecretaria de Saúde, que será a primeira funcionária federal transgênero confirmada pelo Senado americano.


Biden escolheu Rachel Levine para ser subsecretária do Departamento de Saúde e Serviços Humanos (HHS em inglês) dos Estados Unidos, disse o escritório de transição presidencial em um comunicado.


Nos Estados Unidos, os altos cargos de governo precisam da confirmação do Senado, que passará a ser controlado pelos democratas depois que Biden e a vice-presidente eleita, Kamala Harris, tomarem posse na quarta-feira.


“Levine trará a liderança constante e a experiência essencial que precisamos para que as pessoas superem esta pandemia”, disse Biden.


“Ela é uma opção histórica e profundamente qualificada para ajudar a liderar os esforços da Saúde de nosso governo”, apontou.

Biden herdará várias crises ao chegar na Casa Branca, a maior delas sendo a pandemia de coronavírus, que deixa quase 400.000 mortos no país no último ano.


O presidente eleito planeja vacinar 100 milhões de pessoas durante seus primeiros 100 dias no cargo e disse que buscará bilhões de dólares do Congresso para financiar centros de imunização em massa.


Levine é atualmente secretária de Saúde do estado da Pensilvânia e professora de pediatria e psiquiatria na Escola de Medicina da Universidade Penn State.


Biden nomeou o político da Califórnia, Xavier Becerra, como secretário da Saúde. Se o Senado o confirmar, Becerra será o primeiro hispânico a liderar o HHS.


Fonte: IstoÉ

3 visualizações0 comentário