top of page

Beber demais pode estar relacionado à queda de cabelo, dizem médicos



Sentir-se sonolento, cansado, ter dores de cabeça e mal-estar são problemas comuns depois de uma noite de bebedeira. Mas especialistas apontam que o álcool também pode prejudicar a saúde capilar e causar queda de cabelo. A relação se dá porque, a longo prazo, o consumo excessivo de álcool resulta em deficiências nutricionais, deixando os fios do cabelo ressecados, quebradiços e danificados. A falta de vitaminas e minerais prejudica a saúde e o crescimento do cabelo.


“Zinco, biotina, vitamina B12 e ácido fólico são muito importantes para a manutenção da saúde capilar. O consumo a longo prazo de álcool também pode levar à deficiência de vitaminas A, C, D, E e K, que são usadas pelo organismo para sustentar as funções cerebrais de forma saudável e proporcionar crescimento das mechas e das unhas”, explica a dermatologista Jinah Yoo, ao jornal britânico The Sun.


O médico David Gateley acrescenta que a desidratação aguda desenvolvida a partir da ingestão prolongada de bebidas alcoólicas também resseca os folículos capilares e, com o tempo, afina os fios. Ele explica que o crescimento de novas mechas é difícil, e a manutenção adequada quando o organismo está desidratado e desnutrido também é complicada. De acordo com o especialista, uma vez que o estrago foi feito, é mais difícil reparar o prejuízo com produtos acessíveis.


Como forma de prevenir quedas capilares e outros prejuízos à saúde causados pelo álcool, os especialistas recomendam evitar o consumo de bebidas alcoólicas. Se não for possível, a dica é beber moderadamente, alternando com água para auxiliar na hidratação do corpo.


Fonte: Metrópoles

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page