top of page

Bebê nasce empelicado e médico faz cócegas na barriga dele para acordá-lo; vídeo



O pequeno Guilherme Auak, filho da dona de casa Katia Sousa, chegou ao mundo de uma forma única, ele nasceu empelicado em uma maternidade de Anápolis, a 55 km de Goiânia. Um vídeo mostra que o médico fez até "cosquinha" na barriga do menino para ele acordar (assista abaixo). Katia achou inesperado o jeito que o menino nasceu.



“A gente ficou admirado depois de saber como é raro, o nascimento por si só já é uma coisa perfeita de Deus e ainda Deus mandou ele assim pra gente. Foi minha última gestação, eu falei ‘vai vir com um mimo a mais de Deus’ e realmente, Deus quis mandar um ‘mimo’ pra gente”, disse a mãe. A situação acontece quando o recém-nascido sai da barriga da mãe ainda coberto pela bolsa amniótica e, especialistas explicam que é considerado muito raro – cerca de um parto a cada 80 mil acontece desta forma. Guilherme nasceu no dia 24 deste mês, na Maternidade Doutor Adalberto.

Mãe de outros três filhos, a dona de casa diz que é "a última gestação" porque fez uma laqueadura. Ao g1, ainda muito encantada com o parto, Katia disse que apenas o pequeno Guilherme nasceu empelicado. “A gente ficou muito feliz. Já estávamos felizes com a chegada dele, ainda assim como ele chegou. ‘Chegou chegando’”, brincou. As imagens também mostram a equipe no centro cirúrgico comentando a chegada do pequeno e surpresa por ser um parto empelicado. Quando revê o vídeo, a mãe do menino também se emociona. “Quando a gente vê vídeo, dá vontade de ver cada vez mais. É algo muito interessante, muito lindo, é perfeito. Só tenho que agradecer a Deus e aos médicos”, falou Katia. Entenda mais sobre o que é bebê empelicado Segundo especialistas, o nascimento de um bebê empelicado é considerado raro no mundo da obstetrícia, já que o saco gestacional costuma estourar quando o bebê está prestes a nascer. Apesar disso, quando esta bolsa não se rompe, acontece o chamado parto empelicado, que não oferece risco para mãe ou para o bebê.


Fonte: G1

32 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page