Bebê nasce dentro do carro, na porta da maternidade, em BH: 'Alívio com felicidade', diz mãe



A pequena Helena não quis esperar chegar à maternidade para nascer. Ela veio ao mundo, dentro do carro do pai dela, na tarde desta quarta-feira (9), na porta do hospital, localizado no bairro Cruzeiro, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.


As contrações ritmadas começaram quando Isabelle Damasceno Alves Carneiro, de 33 anos, grávida de 40 semanas e cinco dias, ainda estava em casa. No banho, ela sentiu que a filha ia nascer a qualquer momento. Isabelle é enfermeira. "Comecei a sentir as contrações mais intensas e fui tomar um banho para relaxar. Foi aí que senti a cabeça da minha filha quase saindo e decidimos ir para a maternidade", lembra ela. O casal, que mora em Betim, na Região Metropolitana de BH, percorreu 43 km até a chegada na maternidade, em BH. "Durante todo o trajeto, tentei manter a calma no trânsito. O médico ligou e ficou passando orientações para Isabelle, como concentrar a respiração", conta Felipe Carneiro, de 39 anos, pai da Helena. A bebê nasceu dois minutos depois que o pai parou o carro na porta da maternidade. A equipe médica já estava na entrada do hospital, aguardando a família.

Depois do nascimento, mãe e bebê entraram na maternidade para serem atendidas. Elas passam bem.

Helena nasceu com 3 kg e 110 gramas e 49 centímetros. “Alívio com felicidade. Uma emoção indescritível. Um alívio e uma felicidade de ter trazido ao mundo minha filha da forma mais espontânea possível”, diz a mãe. O pai disse que chorou o tempo todo. Ele deixou o volante e foi para o banco do passageiro apoiar a esposa, no momento do parto. "Me emocionei muito, porque a gente conseguiu, deu tudo certo, foi um parto respeitoso, natural, Helena foi direto pro colo da mãe. Foi uma presença de Deus em nossas vidas”, diz ele. O casal também tem o Antônio, de 2 anos e 3 meses, que também nasceu de parto natural – mas dentro do hospital. Ele ainda não conheceu a irmã pessoalmente, só por chamada de vídeo. O grande encontro entre o irmão mais velho e a caçula não deve demorar. Mamãe e bebê vão receber alta na tarde desta quinta-feira (10). 'Parto pode acontecer em qualquer lugar. É fisiológico' O médico obstetra que atendeu a família, William Fontes, disse que este foi o quarto parto dentro do carro que ele presenciou, só neste ano. “Com a pandemia ficou mais corriqueiro, a família quer evitar ir para o hospital de forma precoce, estão postergando a ida para a maternidade, mas para isso precisa de acompanhamento de profissionais", diz o médico. O obstetra explicou que, nestes casos, é necessário manter a calma e acolher a mãe e o bebê. "Se não for um parto prematuro, é mais tranquilo. A orientação é aquecer o bebê, deixá-lo no colo da mãe e continuar seguindo para o hospital", diz o médico. “Parto acontece em qualquer lugar, é fisiológico. As mães que se informam acabam tornando esse evento natural, normal, e protagonizam o nascimento do bebê”, diz ele. Seja bem-vinda, Helena.


Fonte: G1

6 visualizações0 comentário