Bebê nasce de embrião congelado há 27 anos e quebra recorde, dizem pesquisadores



A pequena Molly Everette Gibson pode ter apenas um mês, mas já fez história! A bebê, filha de Tina e Ben Gibson, nasceu de um embrião que foi congelado há 27 anos e gerado por um outro casal. Segundo informações da ABC News, a transferência do embrião para útero da mãe foi realizada em 10 de fevereiro e a pequena nasceu em 26 de outubro deste ano, em Tennessee (EUA).

O tempo que o embrião passou congelado estabeleceu um novo recorde conhecido, de acordo com a equipe de pesquisa da Biblioteca Médica Preston da Universidade de Tennessee (EUA). O recorde anterior foi estabelecido pela irmã da bebê, Emma Wren Gibson, que nasceu em 2017, após seu embrião ficar congelado por 24 anos. Segundo informações do Metro, os embriões de Emma e Molly foram congelados juntos em outubro de 1992. "Quando Tina e Ben voltaram para fazer a transferência, fiquei emocionada que os dois embriões restantes do doador que resultou no nascimento de Emma sobreviveram ao degelo e se desenvolveram em dois embriões de boa qualidade para a transferência”, disse a embriologista Carol Sommerfelt, que descongelou o embrião de Molly. “Isso definitivamente se reflete na tecnologia usada há tantos anos e em sua capacidade de preservar os embriões para uso futuro por um período indefinido.”



Fonte: Revista Crescer


5 visualizações0 comentário