top of page

BBB 24: 'Com 21 anos, tive minha primeira crise de pânico', diz Wanessa; veja outros 5 famosos que enfrentaram a condição



Em conversa com Alane Dias, na sala do BBB 24, Wanessa Camargo relata sua luta contra a síndrome do pânico. A cantora revela que teve sua primeira crise aos 21 anos e novamente, enfrentou a condição até alguns meses antes de entrar no BBB.


— Sabia que até alguns meses atrás eu estava lidando com a síndrome do pânico? Há 3 anos eu tenho lidado com ela. Eu vim para cá porque eu tinha certeza que estava bem — contou a cantora.


— Com 21 anos, eu tive a primeira crise de pânico. Lidei com ela com medicação e depois tive na pandemia. É um troço que só quem tem entende porque é como se você perdesse toda a razão e seu corpo entrasse num redemoinho de alerta — continua Wanessa.


A síndrome do pânico é uma condição de saúde mental caracterizada pela recorrência dos chamados ataques de pânico – episódios de ansiedade extrema que provocam sintomas como taquicardia, falta de ar, medo excessivo e sudorese. A condição é cada vez mais comum e vários famosos já vieram a público falar sobre o mesmo problema. Confira alguns abaixo.



A apresentadora Angélica falou que teve síndrome do pânico em razão do excesso de trabalho durante uma palestra realizada no Rio Web Summit. “Eu tive síndrome do pânico também por excesso de trabalho. Nem tinha tanto essa coisa de rede social. Não se falava disso. Não tinha tanta rede social quando eu tive isso”, disse.


Angélica revelou em entrevista à revista Veja que começou a sentir os sintomas e a passar mal constantemente aos 28 anos de idade, mas, inicialmente, médicos e pessoas envolta pensaram se tratar de cansaço ou exaustão pela alta carga de trabalho.



Há pelo menos seis anos, a atriz, apresentadora e influenciadora Rafa Kalimann sofre com crises de pânico. Ela foi diagnosticada após sentir que “perdeu o controle” durante uma viagem de avião. Segundo ela, os sintomas foram: uma dor profunda, falta de ar, desespero enorme, choro e medo.


— As crises de pânico impactaram toda a mina vida. Vivo e estou vivendo essas mutações. Coisas que antes para mim eram hobbies, alegria, diversão, como andar em uma montanha russa, saltar de asa delta, me causa medo e angústia — disse Kalimann, em entrevista ao GLOBO.


Carlinhos Maia


O influencer digital Carlinhos Maia, de 31 anos, contou no Instagram sofrer com síndrome do pânico. Ele se afastou por alguns dias das redes sociais para se recuperar. Segundo o humorista, ele lida com o diagnóstico há anos, mas o problema piorou desde maio deste ano, quando seu apartamento em Maceió, capital de Alagoas, foi assaltado.


Luigi Baricelli


Em entrevista ao programa "A tarde é sua", o ator e apresentador Luigi Baricelli contou que recebeu o diagnóstico de síndrome do pânico no auge de sua carreira.


— Na época, a cada novela que fazia, parecia que eu estava indo para a cruz. Eu não conseguia decorar nada, não sabia mais como fazer aquilo. Via a Leticia Spiller toda maravilhosa decorando três páginas enquanto fazia a maquiagem, e eu ficava com aquela cara de galã triste: "Estou ferrado, pois ela sabe e eu não consegui".


Marcelo Serrado


O ator Marcelo Serrado teve crises de pânico durante a pandemia de Covid-19.

— Eu sentia a mão formigando e o coração disparado. Estava num hotel fazendo um trabalho, o (ator) Eduardo Galvão tinha morrido e três dias depois tive isso. Era um cara da minha idade, aquilo detonou algo em mim. Sucumbi e falei: "Vou morrer". Liguei na minha casa e ninguém atendeu, fui parar na minha sogra, que ligou para um médico. Toda vez que eu ia para um hotel, achava que ia ter a mesma coisa, detonava um gatilho, a sensação de morte. Teve um dia que estava na cama com meus filhos, tranquilo, e o coração começou a disparar. Pensei: "Está tudo bem, estou aqui deitado com meus filhos". Comecei a respirar e foi melhorando. Só que até eu chegar nesse ponto... Remédio e meditação transcendental me ajudaram muito — contou, em entrevista ao GLOBO.


Fonte: O Globo

1 visualização0 comentário
bottom of page