Bateu a fome no meio do dia? Veja os efeitos no corpo de 5 lanchinhos clássicos



Para muitas pessoas, a nova rotina de home office pode estar desencadeando ou mesmo aumentando aquela típica fome que bate no meio da tarde. Há alguns petiscos que são muito consumidos neste período, que podem fazer bem ou mal ao organismo.


Tudo depende da quantidade do alimento que é consumida e das escolhas que a pessoa faz em relação aos ingredientes. O chocolate, por exemplo, pode ser uma grande tentação e até trazer benefícios ao corpo, mas é preciso ter cuidado com as quantidades de açúcar e gordura em cada produto.


A nutricionista Luanna Caramalac explica os efeitos e as recomendações relacionadas a cinco lanchinhos típicos da tarde: café, pão com manteiga, chocolate, chá e biscoitos.


Chocolate


Primeiramente, o mais indicado é consumir chocolate 70% cacau ou mais. “Ele é riquíssimo em magnésio, e triptofano que é um aminoácido precursor da serotonina. Então esse chocolate auxilia bastante a controlar a saciedade. Também ajuda a acelerar o metabolismo e ajuda na queima de gordura”, diz a profissional.


Ou seja, chocolates amargos estão liberados, em quantidades modestas. Já os chocolates branco e ao leite já não são recomendados pela nutricionista, por terem alto percentual de gordura e açúcar em suas composições, o que pode acarretar problemas ao organismo se consumidos em grande quantidade ou muita frequência.


Chá verde


Chás em geral possuem muitas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, então são extremamente benéficos ao nosso organismo, de acordo com a nutricionista. Mas cada chá tem sua finalidade e sua função. O chá verde, por exemplo, ajuda a acelerar o metabolismo, o que favorece o emagrecimento. Também auxilia a regular o colesterol, a pressão arterial e previne doenças do coração.

Café


Café é uma bebida bastante antioxidante e, a longo prazo, ajuda a prevenir o Alzheimer. A bebida também pode ter dois tipos de efeito no fígado: pode ajudar no funcionamento do órgão se consumido moderadamente e, em excesso, causa a inibição de uma enzima chamada p450 e consequentemente intoxicação do fígado. Luanna Caramalac também afirma que o café é riquíssimo em antioxidantes e polifenóis, que ajudam a prevenir doenças neurodegenerativas.


Pão com manteiga


“O trigo é um ingrediente que pode favorecer a inflamação no corpo, então pães sem glúten são versões mais saudáveis”, indica a profissional. A manteiga precisa ser consumida com moderação, pois é uma fonte de gordura.

A nutricionista indica a manteiga ghee, que não tem lactose. “É uma gordura boa, o que otimiza e ajuda bastante a função cerebral. Ela ainda ajuda a dar saciedade, potencializa o metabolismo e auxilia o corpo a transformar gordura em energia”, diz Luana.


Biscoitos


Segundo a nutricionista, biscoitos também são bem-vindos, desde que feitos sem farinha de trigo, que é inflamatória. O ideal é que sejam preparados com farinha de amêndoa, que é uma oleaginosa muito boa, dá bastante saciedade, é uma fonte de gordura boa e ajuda também a otimizar bastante a função cerebral. Biscoitos recheados, bastante doces e industrializados, devem ser evitados ou consumidos com bastante moderação.


Fonte: Yahoo

7 visualizações0 comentário