Austrália registra pela primeira vez mais de mil contaminações por Covid-19


Aclamada no ano passado por sua excelente gestão da pandemia, a Austrália registrou nesta quinta-feira (26) mais de mil casos de Covid-19, um recorde para um país onde o vírus matou menos de mil.


Este novo foco epidêmico afeta principalmente a cidade de Sydney que, no entanto, está confinada há dois meses. Além disso, no local, as autoridades parecem ter desistido da estratégia Covid zero. Elas agora estão apostando tudo na vacinação.

Este é um limiar simbólico que acaba de ser cruzado em Sydney, onde, na manhã desta quinta-feira, 1.029 novos casos de Covid-19 foram identificados nas últimas 24 horas.

Um número inédito na Austrália, o que justifica, segundo as autoridades, a manutenção da contenção em Sydney até o final de setembro, mas também nas áreas rurais de New South Wales, onde foram registrados alguns casos nos últimos dias, principalmente nas áreas onde vive uma grande comunidade aborígine.

Com números que não baixam, apesar de dois meses de confinamento em Sydney, o governo local se resignou a abandonar a estratégia Covid zero.

A única saída agora é a vacinação, que, depois de um início muito lento, está avançando muito. Mais de 330 mil doses foram administradas na quarta-feira (25). Um recorde que, neste momento, está sendo batido a cada dia. Um movimento que as autoridades desejam estimular. Apesar das más notícias do dia, elas também anunciaram que os vacinados poderão recuperar certas liberdades em meados de setembro.


Fonte: G1

5 visualizações0 comentário