Após ter voo alterado 8 vezes, médico consegue voltar de Cuba ao DF


Após ter o voo cancelado e remarcado por 8 vezes, um médico que estava em Cuba desde janeiro conseguiu voltar para a casa dele em Brasília. O médico Gabriel Hernandes Chagme, 56 anos, viajou em janeiro de 2021 com a esposa para buscar a filha, mas não conseguiu retornar devido a várias mudanças nos voos da Copa Airlines, provocadas pela pandemia do novo coronavírus.


A administradora Ana Paula dos Santos Queiroga, 47 anos, esposa de Gabriel, conversou com a Grande Angular em 22 de maio para contar o problema. Ela conseguiu voltar a Brasília ainda em janeiro, após fazer um exame de PCR para diagnóstico de Covid-19 e obter resultado negativo. Mas, desde então, vinha tentando trazer o marido de volta, que é cubano naturalizado brasileiro e tem residência fixa no Brasil desde 2016.


Em busca de uma solução, ela iniciou uma campanha na internet, mas somente após a reportagem publicada na Grande Angular conseguiu retorno. “Eles atenderam meu marido em Havana e marcaram a data do voo dele. Ele veio pelo Panamá e foi para São Paulo. De lá, compramos o trecho para Brasília. Ele chegou esta sexta, ás 8h10. Estou muito feliz”, afirmou Ana Paula.


Ana Paula está com o pai internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com Covid-19, e aguardava o marido para lhe dar apoio. “O estado é muito grave. Os médicos nos chamaram hoje para dizer que não há mais o que fazer. Agora ele está ao meu lado para me dar força. Está de volta em casa”, disse.


Fonte: Metrópoles

5 visualizações0 comentário