Após frustração nas Olimpíadas, Nyjah Huston diz que saúde mental é 'prioridade'


Uma das estrelas do skate e então favorito ao ouro olímpico, o americano Nyjah Huston cuidou de sua derrota neste domingo (25) no evento masculino da modalidade street, na estreia da categoria nas Olimpíadas, pedindo desculpas a seus apoiadores e exaltando a importância dos atletas cuidarem de sua saúde mental após as competições.


"Tive muitos momentos altos em minha carreira ao longo dos anos, mas também tive alguns momentos muito baixos e é algo que sempre lutei mentalmente e tentei ser melhor", disse o skatista californiano de 26 anos a seus 4,8 milhões de fãs no Instagram.


Huston, o número 1 do mundo no skate de rua, ficou em sétimo lugar no evento de domingo depois de não conseguir acertar nenhuma de suas últimas quatro manobras. O companheiro americano Jagger Eaton conquistou o bronze no evento, enquanto o ouro ficou com o japonês Yuto Horigome e a prata com o brasileiro Kelvin Hoefler.


Isolamento


Huston afirmou que, no passado, às vezes se isolava ou passava a "engolir" álcool após competições decepcionantes na esperança de melhorar as coisas. Agora, porém, o atleta disse a seus seguidores no Instagram que, acima de tudo, a saúde mental era o mais importante.


O bem-estar mental dos atletas tem estado em destaque depois que a campeã de tênis Naomi Osaka se retirou do Aberto da França em junho para se concentrar em sua saúde mental. A decisão de Osaka foi inicialmente recebida com hostilidade pelos organizadores, mas acabou ganhando amplo apoio de atletas e fãs.


"Porque, no final das contas, eu não ando de skate para ser o melhor, ou para ser famoso, ou ganhar dinheiro, ou ser um atleta olímpico", escreveu Huston, expressando seu amor pelo skate. "É a coisa mais engraçada da Terra."


Fonte: CNN

9 visualizações0 comentário