Após 191 dias internado com Covid, idoso deve R$ 2,6 milhões a hospital particular em SP


Carlos Higa, 72 anos, foi um dos 21,4 milhões de brasileiros que contraíram a Covid-19 no país até agora. Internado por 191 dias no Hospital São Camilo, em São Paulo, o idoso teve alta nessa segunda-feira (4/10) e vai precisar lidar com sequelas do tempo em que ficou hospitalizado – 100 deles, intubado. Além da recuperação física, ele terá de enfrentar uma dívida de R$ 2,6 milhões devido ao tempo em que ficou na unidade de saúde.


A internação no estabelecimento particular foi necessária, segundo sua filha, devido à falta de vagas nos hospitais públicos da capital paulista, onde o idoso mora.

As informações são do portal G1.


“Meu pai foi internado no dia 27 de março. Foi bem naquela época em que teve um boom de internações por causa da variante de Manaus e faltou vaga em hospital público. Faltava até medicamento para intubação. No desespero, fomos direto para o particular, mas eu sabia que não tinha vaga no Hospital Geral Vila Penteado porque o pai de uma amiga estava internado lá”, afirma Juliana Suyama Higa, de 37 anos, filha de Carlos.


A família diz não saber como quitar a dívida. Após a alta, o idoso também precisará de sessões de fonoaudiologia para recuperação da fala, comprometida após a traqueostomia, procedimento cirúrgico com o objetivo de facilitar a chegada de ar até os pulmões. Além disso, necessitará de fisioterapia para recuperar os movimentos das pernas.


Fonte: Metrópoles

4 visualizações0 comentário