top of page

Ana Clara revela não usar papel higiênico e gera debate: qual a maneira certa de limpar região anal?



A apresentadora Ana Clara revelou, durante participação no podcast PodPah, que deixou de usar o papel higiênico para limpar o ânus após ir ao banheiro. A ex-BBB comentou o assunto ao falar sobre qual é a pior coisa de estar confinada no reality da Globo. A resposta, segundo ela, é simples: o uso do banheiro.

Isso porque, dentro da casa mais vigiada do Brasil, não existe tranca na porta do sanitário – o que fez com que a experiência fosse um problema. Além disso, outro tópico mencionado pela apresentadora foi a substituição do papel higiênico pelo chuveirinho, decisão que tomou há alguns anos e que gerou polêmica.

Nas redes sociais, o influenciador Felipe Neto também aproveitou a declaração de Ana para comentar: “Gente, mas alguém ainda usa papel higiênico depois de fazer cocô? Tudo bem se a casa for humilde (eu não tive chuveirinho na nossa casa do Engenho Novo). Mas se tem condições, pelo amor, né?”, escreveu. Existe forma certa de se limpar? De acordo com Camila Gutz, que é fisioterapeuta pélvica e especialista em sexualidade, a higiene anal é importante principalmente para as mulheres, uma vez que elas têm a região do canal vaginal próxima ao ânus. Ao GLOBO, ela explicou quais os melhores jeitos de lavar a região e a melhor maneira de evitar bactérias, fungos e o mau cheiro.

– A higiene deve ser bem feita. É preciso lavar e secar bem, sem deixar úmido, para não favorecer a proliferação de fungos e bactérias, além de outros microrganismos naquela região. Também é importante manter a área limpa para as relações sexuais – ressaltou.

No caso das mulheres, a falta de higiene adequada no ânus pode favorecer e estar relacionada a infecções vaginais. É o caso, por exemplo, da candidíase, que leva à produção de corrimento branco-acizentado e com cheiro forte. Embora essas questões possam ser tratadas com antibióticos, antifúngicos e pomadas, uma boa limpeza na região pode ser capaz de prevenir o desconforto.

  • Sabonete: de acordo com Camila, é importante que, ao terminar as necessidades, a área anal seja limpa com água e sabonete. No entanto, ela destaca que não se deve usar, em hipótese alguma, o sabonete corporal para limpar áreas íntimas. Nesses casos, a recomendação é que se use sabonete glicerinado neutro, ou seja, sem substâncias químicas que podem causar irritabilidade, coceiras, alergias ou desequilibrar o pH da região.

  • Chuveiro/chuveirinho: nem sempre é possível utilizar o próprio sabonete na limpeza íntima. A recomendação da profissional é que, nessas ocasiões, seja utilizado apenas água. Com as duas mãos, as nádegas devem ser afastadas e a ponta dos dedos deve ser usada para limpar a região. A fisioterapeuta alerta, porém, para que o dedo não seja introduzido no ânus;

  • Papel higiênico: o papel é um material seco e, por isso, ajuda a disseminar a sujeira, não limpa completamente as rugosidades do ânus e aumenta a possibilidade de infecções. A recomendação é que uma ducha seja usada para limpar a região após o uso do papel. Se não tiver chuveiro, é possível molhar um outro pedaço de papel e passar suavemente na área.

  • Lenço umedecido: assim como o papel higiênico, ele também não é recomendado para o uso. No entanto, se estiver fora de casa, é preferível usar o lenço do que o papel higiênico. Ao chegar em casa, é preciso tomar banho imediatamente para limpar a região.

  • Toalha compacta desidratada: ela serve como substituição ao lenço umedecido. Ela vem enrolada como um pacote pequeno, do tamanho de uma moeda. Ao molhar, se transforma em uma pequena toalha, um pouco maior do que a palma da mão. Não tem álcool, produto químico ou perfume, o que também ajuda a não alterar o pH.

  • Secagem: o processo de secagem é igual em todos os processos citados acima. A região precisa ser enxugada completamente, sem poder ficar úmida, uma vez que é o tipo de ambiente ideal para a proliferação de bactérias e fungos. É preciso usar sempre uma toalha seca ou um pedaço de papel mais firme.


Fonte: O Globo

34 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page