Afrodisíaco: veja 10 alimentos naturais que vão esquentar o clima


 
 

Está querendo criar um clima? Alguns alimentos naturais podem aguçar o desejo sexual, como a melancia, o caju, o gengibre, a ostra, a pimenta e o açafrão, são os chamados afrodisíacos.


Para a comida ter esse tipo de influência, ela precisa possuir alguns componentes que vão estimular a circulação sanguínea - a melhora deste fluxo leva a maior quantidade de hormônios sexuais - e os neurotransmissores, elevando a sensibilidade, explica a nutricionista Karin Honorato. Ela diz que, além do fluxo sanguíneo, há uma forte ligação neurológica com o prazer por meio da produção de dopamina e serotonina. Esses hormônios vão trazer relaxamento e dar a sensação de calma para o corpo todo, melhorando também o humor. Karin comenta que o estímulo sexual está ligado, não só aos órgãos sexuais, mas, principalmente, à toda a resposta neurológica que o indivíduo recebe. Mas a nutricionista alerta: não adianta consumir o alimento apenas na "hora H", é preciso incluí-los na rotina, somente assim terão efeitos reais no organismo.

Veja 10 alimentos que são afrodisíacos: Amendoim O amendoim é um alimento rico em arginina, que é percussora do óxido nítrico, que, por sua vez, ajuda a relaxar as artérias e a aumentar o fluxo sanguíneo.

Ele também é rico em zinco, elemento importante para ajudar na liberação dos hormônios sexuais e, principalmente, para quem está com nível de estresse alto. Isso porque, no nosso organismo, o estresse faz com que o zinco diminua, afetando a produção hormonal. Vinho As uvas, assim como outros tipos de frutas vermelhas, como a framboesa, têm teor afrodisíaco, explica Karin. No vinho, isso é impulsionado pela fermentação.

A bebida tem grande quantidade de resveratrol - um antioxidante que funciona também como protetor - e de polifenóis. As duas substâncias são favoráveis à circulação sanguínea. O vinho também é rico em zinco, auxiliando o relaxamento.

Mas a nutricionista alerta: é muito importante ter cuidado com a quantidade. "Estudos mostram que até duas taças pequenas de vinho poderiam favorecer (o relaxamento). Em quantidades maiores, isso já poderia até prejudicar", diz. Chocolate O chocolate, por causa do cacau, produz muito óxido nítrico, com função vaso dilatadora, então o sangue passa melhor e leva mais nutrientes, fazendo a dilatação nas zonas erógenas, como os órgãos sexuais.

O cacau é rico em algumas substâncias, como a metilxantina, os ácidos graxos e as aminas biogênicas, que têm função psicoativa, neurológica, levando à modulação dos neurotransmissores, que, por sua vez, levam ao equilíbrio, tranquilidade e saciedade. Pimenta A pimenta tem uma função de calor, típico de alimentos conhecidos como quentes, que elevam o fogo no corpo. Isso causa euforia e empolgação, segundo a medicina tradicional chinesa. Então, quando essa energia é aumentada, há mais fluxo de sangue, favorecendo o estímulo do prazer e tendo ação afrodisíaca. Gengibre O gengibre também é um alimento quente. Além disso, alguns estudos apontam que ele ajuda nos níveis de testosterona, principalmente, em relação à energia liberada, que melhora até mesmo o desempenho dos espermatozoides, explica a nutricionista. Açafrão O açafrão é outro alimento com função vaso dilatadora, que traz a energia para o corpo. Também tem componentes de ação antioxidante e antinflamatória, que causam uma boa produção hormonal e favorecem as vias neuronais, para a produção de dopamina e serotonina, gerando prazer e relaxamento. Baru Conhecido como o Viagra do Cerrado, o baru é um tipo de castanha que também tem a função vaso dilatadora e aumenta a produção de dopamina e de serotonina, dando a sensação neurológica de prazer, relaxamento sexual, tranquilidade e modulando o humor. Melancia A melancia é considerada um estimulante natural porque ela é rica em citrulina, componente que eleva o óxido nítrico, abrindo os vasos sanguíneos para passar mais sangue.

Além de favorecer os hormônios, a fruta aumenta a sensibilidade das zonas erógenas, impulsionando a ereção. Caju As folhas do cajueiro possuem um excelente controle neuroendócrino, que está ligado aos comportamentos sexuais, principalmente do homem. Isso porque vai ajudar a aumentar os níveis séricos de testosterona.

Além disso, as folhas elevam o óxido nítrico e ajudam a diminuir o estresse, que é grande perturbador das funções afrodisíacas. Ostras As ostras são ricas em zinco, por isso são conhecidas como fortes afrodisíacos. A quantidade de zinco fornecida por este alimento é muito favorável à via hormonal sexual e auxilia, inclusive, na formação do esperma.

Fonte: G1

4 visualizações0 comentário