9 sintomas da depressão infantil que você precisa ficar de olho

m dos sentimentos mais prazerosos é ver um filho alegre e brincando, não é mesmo? Quando eles apresentam qualquer mudança de comportamento, os pais começam a se preocupar. Essa posição de alerta é fundamental, principalmente para identificar possíveis sintomas de depressão infantil.

É como diziam os mais antigos: “quando criança fica quieta, pode ter algo errado”. Então preste bem atenção nas informações deste post e comece a observar o comportamento de seu filho. A depressão infantil é real e pode ter consequências sérias. Continue a leitura para saber mais!

O perigo da depressão em crianças

A depressão não escolhe idade, gênero e nem classe social. É uma doença sorrateira, que começa sem causar muito alarde, mas pode evoluir para um quadro grave. Nas crianças e adolescentes, o problema costuma ser confundido com comportamentos comuns da idade — como preguiça, mau-humor, rebeldia e falta de interesse para interagir com adultos — e isso pode retardar a procura por tratamento.

A depressão faz parte dos transtornos do humor e afeta o estado emocional. Dependendo do nível da doença, pode prejudicar até as atividades mais simples do dia a dia. No caso das crianças, os efeitos são percebidos em prejuízos na interação social, no desempenho escolar, na alimentação e no sono.

O quadro pode ser causado por predisposição biológica — desequilíbrio na ação dos hormônios reguladores do humor — ou como resposta a algum acontecimento marcante. Então os pais devem ficar bem atentos a qualquer alteração comportamental dos filhos e buscar ajuda profissional para saber como conduzir a situação.

Os sintomas de depressão infantil

Identificar os sintomas de depressão infantil nem sempre é fácil. Os pais podem pensar que é apenas uma fase do desenvolvimento da criança. Outro risco é tentar corrigir os comportamentos inadequados com cobranças e punições, o que pode agravar o quadro depressivo.

Então tome cuidado com pré-julgamentos, olhe o seu filho com atenção e paciência e observe se ele manifesta os seguintes sinais de forma recorrente:

  1. demonstra desinteresse por atividades que antes eram prazerosas;

  2. fica irritado facilmente e sem motivo relevante;

  3. apresenta declínio no desempenho escolar;

  4. teve aumento ou redução considerável no apetite;

  5. quer dormir mais do que o normal ou tem dificuldades de firmar o sono;

  6. pede desculpas com frequência e demonstra sentimento de culpa até por coisas que não fez;

  7. menospreza a si mesmo e não valoriza suas próprias atitudes e conquistas;

  8. parece estar letárgico, sem forças para brincar;

  9. manifesta pensamentos pessimistas.

A importância de buscar ajuda profissional

É comum os pais demorarem a perceber ou se recusarem a aceitar que há algo diferente com seus filhos, seja por falta de tempo, seja por medo de descobrir que realmente existe uma condição grave a tratar.

Mas, assim como você procura um médico diante das manifestações físicas de uma doença infantil, tenha o mesmo cuidado em relação à saúde emocional da criança e do adolescente.

Os problemas que afetam a mente têm repercussão em todas as atividades do cotidiano. Então, diante dos primeiros sintomas de depressão infantil, procure o pediatra ou um psicólogo especializado no atendimento a crianças e adolescentes. O profissional poderá indicar a forma mais segura de tratamento, além de instruir a família sobre como lidar com a situação.

Esse é um tema bastante delicado e que merece atenção, concorda? Faça sua parte para levar informação relevante a outras pessoas e compartilhe este post em suas redes sociais!

Fonte: Blog Etiquetas e Adesivos

#Depressão #infantil #sintomas

4 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram