8 em cada 10 latinos tomaram alguma medida para manter a saúde financeira na pandemia



Segundo pesquisa da Metlife encomendada ao Instituto Ipsos, os brasileiros estão poupando mais, mas poucos ainda planejam contratar ou melhorar suas apólices de seguros

Uma pesquisa encomendada pela MetLife, grupo multinacional de serviços financeiros e seguros, ao Instituto Ipsos mostra que metade das pessoas no mundo economizou ou planejou melhor suas ações financeiras com o objetivo de proteger suas famílias durante a pandemia e terem um futuro financeiramente mais seguro. Foram ouvidas milhares de pessoas em diversos países, entre eles, quatro da América Latina: Brasil, Argentina, Colômbia e México. Só na América Latina foram 6 mil respondentes. O Brasil tem a segunda mais alta taxa de resposta de pessoas entre os países latinos que economizaram ou planejaram melhor suas ações financeiras durante a pandemia. No México, 80% das respostas foram positivas; no Brasil 79%, na Colômbia 77%; e na Argentina 62%. Entre as ações citadas estão guardar mais dinheiro ou investir, manter ou contratar apólices de seguros de vida e saúde, entre outras soluções financeiras. “A covid-19 acelerou as estratégias e perspectivas das pessoas em guardar dinheiro e pensar ainda mais no cuidado, bem-estar e futuro de seus familiares. O estudo nos comprova que, mais do que nunca, ações como pensar no planejamento financeiro e colocar as soluções de seguro de vida como prioridade, vem sendo adotadas pela população mundial e, no Brasil, este movimento não é diferente”, afirma Raphael de Carvalho, CEO da MetLife no Brasil e Colômbia. Além disso, o estudo apontou que 69% dos brasileiros têm a pretensão de guardar dinheiro ou investir nas próximas semanas. Esta porcentagem diminui para 67% no México, 66% na Colômbia e cai ainda mais para 51% na Argentina. Seguros Globalmente, uma em cada cinco pessoas está considerando adquirir uma solução de seguro. No Brasil, essa procura representa 8% da população, mesmo percentual que a Argentina. Estes números sobem para 17% no México, seguido de 15% na Colômbia.

Para quem já tem uma apólice de seguro o interesse em manter a solução é alto. Globalmente 80% das pessoas pretendem manter o seguro de vida, já no Brasil o interesse em manter a contratação é de 69% das pessoas. No México sobe para 83%, na Argentina 80% e 79% para a Colômbia.


Fonte: Valor Investe

2 visualizações0 comentário

© 2020 Portal Saúde Agora. Tudo sobre SAÚDE em um só lugar!

  • Instagram