top of page

7 pecados alimentares a serem evitados no período de Natal



O período natalino nos remete a tradições familiares e pratos afetivos, como panetone, rabanada, salpicão e assados. Na ceia de Natal, a fartura à mesa e a receptividade dos anfitriões podem convidar a excessos.


Os sintomas físicos aparecem no dia seguinte: distensão abdominal – o famoso inchaço, dor de barriga, enjoos, dor de cabeça, diarreia e desregulação da pressão arterial.


O exagero na comida pode levar ainda a uma situação de baixa da imunidade, já que o corpo está trabalhando com sobrecarga para digerir uma quantidade enorme de comida e álcool.

Pensando em evitar estas consequências, a nutricionista Jhenevieve Cruvinel, de São Paulo, enumerou os 7 pecados alimentares mais comuns da ceia de Natal.


1. Se premiar com comida e bebida. O melhor é evitar pensamentos como eu mereço comer e beber. “Aconselho as pessoas a pensarem que se o problema não é fome, comer não é a solução”;


2. Olhar apenas para o momento. Pensamentos como “Mas é só hoje” podem incentivar a quebra constante de dieta. “Os meses de dezembro e janeiro já são especialmente desafiantes para manter a dieta, então o melhor é não criar concessões para todas as situações”, recomenda Jhenevieve;


3. Consumir álcool e refrigerante. “São duas bebidas hipercalóricas que desidratam o organismo, prejudicam a saúde e só contribuem para o ganho de peso”, aconselha;


4. Procrastinar hábitos saudáveis. A nutricionista recomenda que o pensamento “ano que vem começo” seja evitado. Para ela, é sempre tempo de pensar nas atividades físicas, mesmo nos dias entre Natal e Ano Novo;


5. Se empanturrar. “Escolha as comidas, opte por aquelas que você mais gosta, permita-se experimentar coisas novas, mas mantenha sempre o controle sobre o tamanho das porções de cada alimento”, explica;


6. Consumir açúcar, sal e gorduras de maneira exagerada. O abuso de alimentação ricos em açúcar, sal e gordura aumenta o número de infartos e problemas relacionados à saúde cardiovascular;


7. Comer durante todo o dia. As festas acontecem, em geral, em uma ou duas refeições ao longo do feriado, então a nutricionista pede para não extrapolar o clima festivo para todos os dias e ficar beliscando direto. “Faça refeições inteiras normalmente, sem passar o dia petiscando sem controle. O melhor é fazer um prato de Natal”, conclui.

Fonte: Metrópoles

1 visualização0 comentário
bottom of page