6 meses após médicos declararem sua morte cerebral, britânico é capaz de falar


Na Inglaterra, um rapaz de 18 anos que havia sofrido morte cerebral e estava sendo mantido vivo por aparelhos surpreendeu médicos quando acordou dias depois. Ele tem feito avanços consideráveis desde então, e, meses após sua "morte", já consegue falar.


Lewis Roberts havia sido vítima de um atropelamento por uma van no último mês de março. A morte cerebral é considerada um estado irreversível no território britânico, de forma que o jovem apenas prosseguiu conectado aos aparelhos porque sua família havia decidido doar seus órgãos.


Pequenos sinais, grandes avanços


Lewis retomou a consciência quatro dias mais tarde, poucas horas antes da cirurgia que visava retirar seus órgãos, surpreendendo os médicos. A princípio, ele somente conseguia respirar e mover os olhos.


O quadro do britânico tem progredido lentamente desde então, e, no último dia 18 de setembro, ele foi capaz de dizer suas primeiras palavras em seis meses: "Mãe, eu te amo. Você é a melhor mãe do mundo", afirmou o rapaz.

"É difícil colocar em palavras as emoções que sentimos. Foi incrível, maravilhoso. Um milagre que qualquer família poderia desejar depois de ouvir que ele tinha zero chances de sobreviver", contou a irmã dele, Kimberly Roberts, em uma postagem feita no site GoFundMe.

A família do jovem criou a vaquinha virtual para que aqueles que desejassem ajudar Lewis financeiramente tivessem uma maneira fácil de fazer suas doações.


Fonte: Aventuras na História

8 visualizações0 comentário