top of page

5 sinais de que o seu cérebro pode estar envelhecendo antes do corpo



O declínio cognitivo é um termo utilizado para classificar alterações em capacidades cerebrais, como memória, atenção, raciocínio e coordenação motora. Ele é considerado precoce quando dá seus primeiros sinais antes da meia idade, fase da vida entre os 40 e os 55 anos.


A carência de vitaminas, a falta de hormônio da tireoide, infecções e noites mal dormidas podem acelerar o envelhecimento do cérebro.


O neurologista Carlos Enrique Uribe, do Hospital DF Star, alerta para a importância da saúde do cérebro, uma vez que o declínio cognitivo pode retirar a autonomia do paciente. “É importante investigar alterações relacionadas às capacidades básicas. Com o diagnóstico correto, aumentam as chances de sucesso no tratamento ”, destaca Uribe.


Em boa parte das vezes, um ajuste na rotina de alimentação, sono e atividades físicas é capaz de resolver dificuldades pontuais de pessoas jovens, mas, em alguns casos, é necessário averiguar se há um problema mais grave em curso.



1. Perda de equilíbrio


Na maioria das vezes, a perda de equilíbrio em pessoas jovens está associada a problemas no ouvido ou na sensibilidade das pernas. O neurologista explica, entretanto que o desequilíbrio pode ser um sinal inicial de declínio cognitivo. “Alguns tipos de Parkinson podem começar com alterações no andar, por exemplo”, diz Uribe.


2. Problemas de coordenação motora


Erros na execução de um movimento habitual ou dificuldades de coordenação motora podem ser sinais de alerta para o envelhecimento do cérebro. É como se a velocidade dos movimentos não acompanhasse o pensamento ou vice-versa. Uma rotina de exercícios físicos direcionados ou fisioterapia consegue solucionar ou amenizar o problema.


3. Perda de memória


A perda de memória é a principal queixa de quem está em declínio cognitivo. É algo que atrapalha o aprendizado, a atenção e faz com que a pessoa esqueça palavras simples na hora de se comunicar. É como se a pessoa perdesse a capacidade de se comunicar devidamente”, explica Uribe.


4. Dificuldade para realizar atividades diárias


A dificuldade em executar tarefas da rotina como organizar as contas do mês ou fazer pagamentos via internet pode indicar dificuldades no campo cognitivo. Caso tarefas que você já executava se tornem desafiadoras é importante buscar ajuda de um especialista.


5. Mudanças repentinas de humor


“Uma pessoa sem um diagnóstico de problema psiquiátrico que começa a ter mudanças repentinas de humor por volta dos 45 anos de idade deve encarar essa alteração como sinal de alerta e buscar ajuda médica”, afirma o neurologista.


Fonte: Metrópoles

5 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page